Grupo de Dança Les Unique

Fundado em 14/06/2011, em Boa Vista, Roraima, pelos dançarinos e coreógrafos Orlando Marinho Júnior e Alexsandra Paz Oliveira (Leka) como resultado de uma aspiração e desejo de ambos em criar um grupo de dança em moldes completamente diferentes daqueles existentes em Roraima até então. Suas metas sempre foram o pioneirismo, a inovação, a experimentação livre, a fusão de estilos e linguagens artísticas aparentemente incompatíveis, a realização do improvável e surpreender e emocionar as pessoas em cada uma de suas apresentações.

Atualmente define-se como um grupo multi-estilos com ênfase em danças urbanas. 

O INÍCIO DE TUDO

Após sua participação no grupo de dança roraimense Harmonia e Ritmo, dirigido pela lendária professora e coreógrafa Isabel Santos, Orlando Marinho Júnior, um dos fundadores do Les Unique, manifestou o sonho de criar seu próprio grupo de dança, onde pudesse colocar em prática suas inúmeras, inovadoras e experimentais idéias coreográficas.

A experiência técnica adquirida nesse período ampliou, ainda mais, seus conhecimentos sobre a área artística e técnica da dança, permitindo mais segurança na concretização do novo sonho.

2011-2012 (1ª formação)

 

No começo de 2011, Orlando começou a fazer alguns contatos para tornar realidade o grupo que sempre sonhou e para o qual já tinha projetado uma linha de trabalho e um nome que o definiria.

Em Maio/2011, definido o que gostaria de fazer em sua primeira criação, Orlando entrou em contato com sua ex-parceira, amiga, coreógrafa e dançarina, Alexsandra Paz (Leka) a quem expôs suas idéias para, juntos, criarem um novo grupo de dança. Alexsandra já tinha, nesta época, larga experiência com a dança, principalmente, as danças urbanas e possuía seu próprio grupo de dança, o Grupo Ganah, com dançarinos extremamente talentosos e variadíssimo portfolio artístico realizado.

A proposta para o novo grupo, que se chamaria LES UNIQUE, era ser um berço de inovações, experimentações e fusões e a primeira ideia coreográfica era unir danças, aparentemente, incompatíveis: o tango e as danças urbanas. Alexsandra gostou das ideias e os dois definiram, conjuntamente em algumas reuniões, como seria a atuação e linha de trabalho do novo grupo de dança.

Após essas definições, Alexsandra convidou então alguns dos mais talentosos dançarinos de seu grupo de dança que toparam a idéia: Swellen Lopes, Natally Santos, Eduardo Oliveira e Isaias Nascimento. O dia 14/junho/2011, data da fundação do Les Unique, marca a primeira reunião de Alexsandra e Orlando com Swellen Lopes para explicar os detalhes técnicos do novo grupo a esta última. As propostas de trabalho e o novo nome proposto foram aprovados unanimemente e o grupo tornou-se realidade. Os primeiros ensaios ocorriam a noite no hall de entrada da Escola Estadual Ana Libória.

Da união de conhecimentos de áreas diversas de todos os seus integrantes, surgiu a primeira coreografia: um tango eletrônico misturado com danças urbanas e elementos de dança contemporânea.

A criação, intitulada ASI SE BAILA EL TANGO, fez sua estréia no palco do Auditório da Escola de Música do Parque Anauá, em 29/outubro/2011, na Mostra de Dança 4º ENCONTRO DE RITMOS, em Boa Vista, Roraima. Esta coreografia foi reapresentada em mais dois outros eventos em Dezembro/2012 ocorrendo então aí o final da primeira formação do Les Unique. Incompatibilidade de horários para ensaios e a presença compreensível de outros projetos pessoais da dança de seus integrantes impossibilitaram que estes continuassem. Orlando Marinho Júnior deu prosseguimento ao grupo, assumindo a coordenação técnica e artística a partir daí e buscando novos integrantes para uma nova versão deste. (ver esta coreografia na aba Coreografias )

LesUnique2011-12 (22).JPG
LesUnique2011-12 (6).JPG

Fotos: Marcelo Seixas​

2013 (2ª formação)

 

Em Março/2013, Orlando, na busca de novos integrantes para uma nova versão do Les Unique, conheceu, em um concurso de dança urbanas, Ana Rycelle Sousa, dançarina talentosíssima e com incrível potencial artístico a quem foi feito o convite para integrar o grupo. Após uma reunião, alguns dias depois, para apresentar a linha de trabalho técnico que seria desenvolvido, o convite foi aceito e foi definido que naquele ano o Les Unique seria composto apenas pelos dois integrantes. Os ensaios iniciaram e os dois, em conjunto, definiram os detalhes da nova coreografia para aquele ano. A nova composição coreográfica seria um tango eletrônico misturado com elementos de teatro e balé moderno.

Ana Rycelle dançava desde os 5 anos de idade e tinha tido excelente formação técnica com ótimas professoras que a incentivaram e a ajudaram a desenvolver seus talentos. Seus conhecimentos técnicos, sensibilidade, nível de trabalho e habilidades artísticas foram fundamentais na definição de uma nova linha de trabalho com mais exigências e elevado nível técnico no trabalho do Les Unique daí em diante. Sua chegada, naquele ano, é considerado um divisor de águas na história do grupo de dança, consolidando, definitivamente, seu perfil inovador com um espetacular salto de qualidade. O Les Unique se desenvolveu e cresceu a partir daí.

A coreografia foi intitulada DUETO e fez sua estreia em 13/09/2013, no palco do Teatro Jaber Xaud, do SESC-RR, em Boa Vista, Roraima, no evento, agora temático, 6º ENCONTRO DE RITMOS. O grupo era composto, naquele ano, por Ana Rycelle Sousa e Orlando Marinho Júnior. Os dois também assinam a coreografia desse ano. A nova criação ficou perfeita e foi um enorme sucesso sendo apresentada, posteriormente, mais quatro vezes em outros eventos. ( ver esta coreografia na aba Coreografias )

No final de 2013, o Les Unique se torna um Projeto Social e também Projeto de Extensão do IFRR, gratuito e aberto à comunidade.

Ana Rycelle, mesmo não dançando no ano seguinte, continuou vinculada, como coreógrafa, consultora técnica e parceira do Les Unique por mais três anos. Ela também é considerada co-criadora do grupo por suas importantíssimas contribuições técnicas e artística na formação deste.

LesUnique2013 (35).JPG
LesUnique2013 (1).jpg
LesUnique2013 (32).JPG
LesUnique2013 (17).JPG
LesUnique2013 (33).JPG
LesUnique2013 (29).JPG

Fotos: Marcelo Seixas​

2014 (3ª formação)

 

No final de 2013, o LES UNIQUE torna-se um Projeto Social e Projeto de Extensão do IFRR, abrindo, pela primeira vez, inscrições para a comunidade. O grupo passa a ser regido por regras que visam sua organização e disciplina. Nesse ano são desenvolvidas duas coreografias, ambas com focos muito inovadores e com grandes ousadias e desafios técnicos(ver vídeos na aba Coreografias).

Esse ano foi bastante complicado e difícil para a coordenação técnica por causa de alguns problemas disciplinares internos que quase inviabilizam o trabalho do grupo e a quase perda de um trabalho de nove meses de ensaios e produção técnica. Estas dificuldades técnicas serviram de aprendizado para que regras com novos padrões de trabalho e disciplina mais rígida fossem implantados no ano seguinte para que estas não mais se repetissem.

Apesar de todas as dificuldades, as duas coreografias foram apresentadas com estrondosos sucessos, mais uma vez, consolidando o nome do LES UNIQUE como sinônimo de inovação, fusões e ousadia técnica.

As duas criações foram apresentadas nos dias 02 e 03/setembro/2014, no PALCO DO Teatro Jaber Xaud – SESC-RR, no 7º ENCONTRO DE RITMOS que agora tinha o tema CINEMA. As coreografias deveriam fazer referências ao tema.

Os dançarinos que subiram ao palco neste ano foram: Anenúbia Cellyne, Amanda Barbosa, Amanda Medeiros, Irish Stevenson e Orlando Marinho Júnior, além da participação especial do violoncelista e musicista Elson Arcos.

Ambas as coreografias foram assinadas por Orlando Marinho Júnior, Ana Rycelle Sousa e Irish Stevenson.

A primeira das duas coreografias apresentadas, intitulada CRESPÚSCULO, tratava-se de um bolero clássico com várias novidades misturadas no palco: violoncelos ao vivo, balé clássico, maestria, véus orientais e muito romantismo.

A segunda coreografia, intitulada TRON, tratava-se também de um bolero, porém dançado em alta velocidade e misturado com elementos de danças urbanas. O ponto alto desta nova criação foi o uso de roupas eletrônicas, utilizadas pela primeira vez em Roraima. O figurino inovador, que utilizava fitas LED, fios e baterias, pesava mais de quatro quilos e levou quase seis meses para ser projetado, desenvolvido e confeccionado. Tudo “Made in Roraima”. O LES UNIQUE, literalmente, brilhou no palco do ENCONTRO DE RITMOS e recebeu inúmeros aplausos e elogios. A coreografia TRON foi reapresentada mais uma única vez, antes dos trabalhos daquele ano serem encerrados. ( ver essas coreografias na aba Coreografias )

LesUnique2014 (4).JPG
LesUnique2014 (5).JPG
LesUnique2014 (24).jpg
LesUnique2014 (13).JPG

Fotos: Marcelo Seixas​

LesUnique2014 (17).JPG
LesUnique2014 (9).jpg

2015 (4ª formação)

 

A partir deste ano passa ser adotado no grupo, a implantação de workshops, exclusivos para seus integrantes, de variados estilos de dança, trazidos por outros profissionais, grupos, escolas e academias de dança parceiros do Les Unique. O objetivo passa a ser elevar, cada vez mais, o nível técnico e de conhecimento dos integrantes do grupo ampliando suas possibilidades.

O trabalho coreográfico daquele ano, novamente se propunha a uma ousadia: unir o tango a um esporte urbano americano pouco conhecido, na época, no Brasil: o Heeling. Este chegou ao Brasil no final do ano seguinte, direcionado para o publico infantil, e ficou conhecido nacionalmente como “tênis de rodinha”.

Para essa ousadia, o Les Unique precisou importar dos Estados Unidos, oito pares do calçado, tamanhos adultos, específico para a prática do heeling. A criação resultou na coreografia intitulada TANGO OVER, numa releitura da música pop, de mesmo nome, em ritmo de tango e apresentada pela primeira vez no dia 09/outubro/2015 no Teatro Jaber Xaud, no 8º ENCONTRO DE RITMOS – CIRCO. Esta coreografia ainda foi apresentada mais uma vez em um evento posterior.

Sobem ao palco neste ano os dançarinos: Melissa Farias, Carol Schirman, Milibeth DaCosta, Ângelo Matheus, Max Oliveira, Marina Costa e Orlando Marinho Júnior. Além desta criação, neste ano, o grupo ainda produziu mais uma coreografia, apresentada no evento ALDEIA CRUVIANA do SESC-RR: uma fusão dos estilos street dance e zouk, intitulado IMPACTO URBANO. Desta vez com as participações especiais de Valdilennon Lima e de Dara Ramis. Ambas as coreografias, novamente, foram assinadas por Orlando Marinho Júnior, Ana Rycelle Sousa e Irish Stevenson.

LesUnique2015 (97).JPG
AldeiaCruviana (42).jpg
AldeiaCruviana (2).jpg
AldeiaCruviana (4).jpg
AldeiaCruviana (31).jpg

Fotos: Marcelo Seixas​

2016 (5ª formação)

 

No ano em que completou 5 anos, o Les Unique buscou, em sua nova criação, unir, em uma única coreografia, os alunos daquele ano com integrantes de formações anteriores do grupo, para comemorar essa trajetória. Vários ex-integrantes se interessaram e a complexa coreografia precisou ter seus ensaios, por conta dos horários disponíveis dos ex-integrantes, iniciados após as 22:30 hs.

Desta vez, a ousadia criativa se propunha a utilizar um reggaton para dançar uma salsa que se transformaria em dança árabe e posteriormente em dança urbana. Fusões complexas com a marca Les Unique.

A criação, assinada por Orlando Marinho Júnior, Lessiana Alençar e Marcos Araújo foi intitulada ME VOY ENAMORANDO, sendo apresentada no 9º ENCONTRO DE RITMOS – AMOR E MOVIMENTO, no Teatro Jaber Xaud, do SESC-RR, dentro da programação do ALDEIA CRUVIANA, no dia 06/setembro/2016. (ver vídeo na aba Coreografias)

Sobem ao palco 5 gerações do Les Unique em uma mesma coreografia: Alexsandra Paz(Leka), Eduardo Oliveira, Natally Santos, Melissa Farias, Milibeth DaCosta, Karol Almeida, Yara Dutra, Aylla Eduarda, Max Oliveira, Letícia Rodrigues, Erika Vieira, Orlando Marinho Júnior e Damaris Aredes. A sofisticação, a inovação e a criatividade sempre foram a intenção e o foco do trabalho e mais uma vez o trabalho ficou perfeito recebendo extensos aplausos e elogios da plateia no evento.

LesUnique2016 (6).JPG

Fotos: Marcelo Seixas​

LesUnique2016 (31).JPG
LesUnique2016 (17).JPG

2017 (6ª formação)

 

2017 trouxe novos integrantes que começaram a ser igualmente preparados para desafios cada vez maiores. Novos workshops internos e aprimoramentos constantes para desenvolver, dentro do grupo, conceitos cada vez mais empresariais e de formação de equipes vencedoras: disciplina, união, planejamento, foco e muita alegria. Elementos fundamentais para trazer mais uma vez outras inovações para Roraima pela primeira vez: sapateado e percussão humana, combinadas com as linguagens artísticas de percussão e danças urbanas.

Desta ousadia criativa resultou a coreografia SHE DOESN´T MINE, apresentada na primeira edição do FESTIVAL DE DANÇAS RITMANDO, no dia 05/novembro/2017, na área coberta da Praça Mané Garrincha. (ver vídeo na aba Coreografias)

Sobem ao palco os dançarinos: Alcyone Matos, Cassiano Marques, Elaine Costa, Irish Stevenson, Janderson Pereira, Karine Bonfim, Lainy Laura, Layane Paiva, Milena Mendes, Milibeth da Costa, Orlando Marinho Júnior, Rayane Pimenta, Valdillenon Lima, William Pontes e com as participações especiais dos B-Boys Alex, André e Marley.

A coreografia foi assinada por Orlando Marinho Júnior, Irish Stevenson, Marcos Araújo e Valdillenon Lima. Novamente um trabalho excelente que recebeu muitos aplausos e elogios, mantendo a sempre constante consolidação do nome Les Unique como sinônimo de excelência em dança. Esta coreografia foi apresentada uma única vez.

SeleçãoFinal (228).JPG
SeleçãoFinal (260).JPG

Fotos: Pablo Magalhães

SeleçãoFinal (242).JPG
PoseFinal2017a.jpg

2018

 

A turma, montada no começo de 2018, enfrentou alguns problemas estruturais tais como disciplinares internos e de regular local para ensaios, que resultaram, lamentavelmente, na sua total dissolução em agosto daquele ano. Três meses depois, nova turma foi montada com novos integrantes, que deram prosseguimento aos trabalhos, direcionados agora para 2019. O ano de 2018, portanto, foi o único no qual o Les Unique não subiu ao palco com nova criação artística.

2019 (7ª formação)

 

A grande rotatividade de alunos desse ano, não impediu ou atrasou o projeto da criação coreográfica deste ano, que prosseguiu dentro do cronograma. A nova produção se propôs a misturar danças urbanas com artes marciais levando, dentre outras novidades, leques tessen e figurino caprichado de uma armadura samurai ao palco.

Esta ousadia se concretizou, de forma brilhante, na coreografia TESSEN, apresentada nos dias 19 e 20/outubro/2019, no mega-evento 10º ENCONTRO DE RITMOS – MOVA-SE OU MOVEREI VOCÊ. O grupo teve a grande oportunidade ainda de apresentar seu trabalho em alto nível no espetacular palco do novo Teatro Municipal de Boa Vista. A coreografia contou, também, com efeitos cênicos e causou os, já esperados, muitos aplausos, elogios e surpresas impactantes na plateia. Subiram ao palco neste ano os dançarinos: Annie Melo, Bhreenndo Mendes, Mary Figueiredo, Nathália Gomes, Orlando Marinho Júnior, Thissi Santana, Vitória Lobos e Wagner Gomes.

A coreografia foi apresentada ainda, mais uma vez, na segunda edição do FESTIVAL DE DANÇA RITMANDO. ( ver coreografia na aba Coreografias)

Noite2 (48).JPG
Noite1 (13).JPG
Noite2 (13).JPG

Fotos: Pablo Magalhães

Noite2 (18).JPG
Noite1 (17).JPG